2007/10/08

Sonhos adiados:


Galeão em tempos usado para o transporte do sal nas águas do Sado, actualmente adquirido e restaurado pela Câmara Municipal de Cascais, e utilizado para passeios com quem quiser ao largo da baía da vila. O sonho aqui passaria por poder adquirir um veleiro antigo, obrigatoriamente de madeira, e dispôr do tempo, da habilidade e das possibilidades para o conseguir restaurar e usufruir dele. Os sonhos amadurecem mas não morrem

3 comentários:

Anónimo disse...

O segredo está em perseguirmos os sonhos mas sem deixarmos de aproveitar as oportunidades que a vida nos vai dando. Quem só olha para os seus sonhos muitas vezes deixa de fazer muitas coisas boas por só querer aceitar o ideal.
Belo blog!
J.

Anónimo disse...

Ah, e já me esquecia: nunca é tarde para se fazer o que se deixou de fazer, só porque na altura não parecia um sonho.
J.

Paulo Baptista disse...

Sonhos adiados:

Galeão em tempos usado para o transporte do sal nas águas do Sado, actualmente adquirido e restaurado pela Câmara Municipal de Cascais, e utilizado para passeios com quem quiser ao largo da baía da vila. O sonho aqui passaria por poder adquirir um veleiro antigo, obrigatoriamente de madeira, e dispôr do tempo, da habilidade e das possibilidades para o conseguir restaurar e usufruir dele. Os sonhos amadurecem mas não morrem